Amplificadores Classe A

Amplificadores possuem uma forma de classificação feita de acordo com a variação do sinal de saída, havendo as classes A, AB, B e C, chamadas de classes de operação. Dentre estas classes, trataremos sobre os amplificadores classe A, onde o sinal de saída deve ser uma cópia exata do sinal amplificado à sua entrada.

Dizemos que um amplificador de sinais funciona em classe A quando todo o ciclo do sinal é amplificado.

Amplificador-classe-A

Amplificador classe A

Função dos componentes

Q1: transistor amplificador

R1 e RB: polarizam a base de Q1 com DC

RC: resistor de coletor

RE: resistor de emissor

CA1: capacitor de acoplamento → impede que a tensão de polarização (DC) da base (VB) chegue à bobina do microfone, o que provocaria a despolarização de Q1

CA2: capacitor de desacoplamento → impede que a tensão contínua do coletor vá para outros circuitos do aparelho

CE: capacitor de desacoplamento → faz com que o emissor de Q1 fique ligado ao outro terminal do microfone, pois Q1 está ligado na configuração emissor comum que tem o sinal de entrada entre a base e o emissor, e o sinal de saída entre o emissor e o coletor.

 

Para determinar quantas vezes a tensão do sinal foi aumentada, basta dividirmos a tensão de saída (Vout) pela tensão de entrada (Vin). De acordo com o exemplo, digamos que o microfone envia um sinal de 0,1 V ao circuito amplificador. Se a tensão do sinal na saída for de 3 V, então o circuito amplificou 30 vezes.

De acordo com a fórmula:

Formula1

Onde:

G: ganho, número puro.

Vout: tensão de saída, em Volts (V).

Vin: tensão de entrada, em Volts (V).

Com os dados do exemplo, fazendo as substituições temos:

Formula2

Conforme podemos perceber, a tensão do sinal aumentou 30 vezes. Isto quer dizer que na saída teremos 30 vezes o valor da tensão de saída.

O ganho em decibel (db) pode ser calculado pela fórmula:

Formula3

Onde:

db: ganho em decibel, número puro.

Vout: tensão de saída, em Volts (V).

Vin: tensão de entrada, em Volts (V).

log: logaritmo na base 10.

 

Uma característica importante dos amplificadores classe A é que os dois semiciclos do sinal alternado são amplificados igualmente, não havendo corte nem distorção, o que não ocorre, por exemplo, na classe AB, em que parte do semiciclo negativo é cortada.

A vantagem da amplificação classe A é a de não ter a distorção por crossover, mas, por outro lado, consome muita energia da fonte, tornando seu rendimento baixo, principalmente se o circuito for alimentado por pilhas ou baterias.

Podemos resumir a amplificação classe A do seguinte modo:

1) O sinal entra na base e sai amplificado em tensão e corrente no coletor, sendo todos os semiciclos amplificados.

2) Nos semiciclos positivos o transistor conduz mais e a tensão no coletor diminui, pois ICE aumenta.

3) Nos semiciclos negativos o transistor conduz menos e a tensão no coletor aumenta, pois ICE diminui.

4) Ocorre mais ganho de tensão que de corrente.

Para obter mais conhecimentos na área de eletrônica, acesse a página dos Cursos da Render de Elétrica e Eletrônica.


Nelson V. Soares
______________________________
Téc. em Eletrônica e Analista de Sistemas

 

Artigos Relacionados

Um comentário

  • Uma pequena observação!! Quando queremos calcular o ganho de tensão em dB devemos usar a seguinte relação db=20.log(Vout/Vin) e relação db=10log(Pout/Pin) é utilizado para potência é fácil mostrar a relação entre as duas equações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.