Scratch: Tornando a Programação Acessível

                Se você trabalha com informática já deve ter ouvido falar em Scratch. Do contrário, isto deve ser uma novidade até no nome. Mas afinal, o que é o Scratch?

Scratch

                O Scratch nada mais é do que uma linguagem de programação visual. Isto significa que, ao invés de usar comandos de textos, a linguagem visual utiliza imagens. A linguagem de programação visual permite o usuário criar programas ou animações a partir da manipulação de elementos gráficos chamados sprites (que podem ser imagens vetoriais ou bitmap, do próprio programa ou de fontes externas) e para isso o Scratch utiliza uma programação orientada a eventos, onde estes seguem um fluxo determinado pelo usuário.

                Para se utilizar desta linguagem, existe a ferramenta de mesmo nome, que é possível utilizar gratuitamente através do site: https://scratch.mit.edu/

                O nome Scratch, tem origem no termo de programação chamado scratching, que significa reciclagem de código, onde o código é combinado, compartilhado e adaptado para novos cenários, que é a chave do Scratch: utilizar projetos que já foram criados e disponibilizados, para criar novos projetos.

Interface do programa Scratch

Interface do programa Scratch

                O objetivo da criação dessa linguagem foi disponibilizar para centros educacionais pós-aula em comunidades pobres um ambiente de programação em rede com riqueza de mídia, para que as crianças dentro desses centros, pudessem aprender a se expressar com novas tecnologias.

                Isso permitiu que os jovens estudantes criassem composições musicais controladas por sensor, vídeos de efeitos especiais, bonecos através de personagens animados, etc., que pudessem ser disponibilizado para outros jovens ao redor do mundo, quebrando barreiras geográficas, culturais e de idiomas. Ou seja, trouxe a oportunidade para que crianças de grupos mais prejudicados possam criar e exercitar a sua criatividade com tecnologias novas.

                O uso de Scratch nestas instituições serviu como modelo para demonstrar como o aprendizado informal pode ajudar no desenvolvimento da fluência tecnológica, possibilitando jovens a criar seus próprios programas.

                Atualmente o Scratch tem muitos usos educacionais. Há instituições aproveitando a linguagem para preparar alunos mais jovens, antes deles aprenderem linguagens de programação mais complexas. Além disso ela é usada para o aprendizado de outras matérias, através de atividades interativas, animações, fotojornalismo, tutoriais e muito mais.

                Ou seja, apesar do Scratch ter um conceito para facilitar o uso de programação, ele abriu inúmeras possibilidades e integrou pessoas que tinham poucas oportunidades de acesso a ferramentas poderosas.

Related Posts with Thumbnails

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *