Eletrônicos ganham sua própria lixeira!

Agora é lei: o lixo eletrônico não poderá mais ser descartado junto com o lixo comum! Isso é o que rege a Política Nacional de Resíduos Sólidos aprovada há quase um ano.

Lixo-Eletronico-Cursos-Render-02

Esta lei foi criada para evitar a presença de metais pesados em lixões comuns, pois sua presença traz sérios danos ao meio ambiente. Produtos como pneus, baterias, televisores, geladeiras e computadores são resíduos sólidos e possuem metais e elementos químicos nocivos ao planeta em sua composição.

Hoje, boa parte destes resíduos ainda é descartada de maneira convencional, ou seja, simplesmente jogando no lixo. Mas isso deve mudar!

O novo código prevê obrigações para fabricantes, distribuidores e consumidor. Segundo o gerente executivo de sustentabilidade da Itautec João Carlos Redondo: “Ele trata basicamente de três grandes grupos de registro como os fabricantes, distribuidores, importadores. Eles terão que fazer uma política reversa, ou seja, trazer de volta aquele produto quando ele não tiver mais utilidade”.

Lixo-Eletronico-Cursos-Render-01

Isso já acontece com baterias de celular, que ao perderem a capacidade de armazenamento de carga devem ser devolvidas. “Cabe aos vendedores estabelecer um canal para receber este material e a logística de transporte até o reciclador, e cabe ao fabricante informar ao consumidor o que se deve ou não fazer com produto obsoleto, e os cuidados que ele deve ter no manuseio e descarte”, conta João Carlos Redondo.

Apesar de já estar aprovada, a lei ainda não entrou em vigor pois faltam definir alguns detalhes como metas para cada categoria de lixo, acordos setoriais e planejar a logística reversa necessária.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu

Seu Futuro começa aqui!

+ de 360 cursos de CAD, CAM, arquitetura, engenharia, eletrônica, animação 3D, design, desenho técnico e games

Temos aqui um CUPOM especial para você!