Author Archives: Gustavo Luís Vieira Dietrich

Diferenças entre Renderização em Tempo Real e de Animação

Você já se pegou jogando algum videogame e se perguntou “Como é possível gerar essas imagens tão rapidamente”? Afinal, como alguns sabem, para um jogo várias imagens demoram frações de segundos para serem geradas, já para o cinema e animações, cada imagem demora minutos, senão horas para ficarem prontas.

Imagem de jogo: Allison Road. - http://www.allisonroadgame.com/assets/img/10.jpg

Imagem de jogo: Allison Road. – http://www.allisonroadgame.com/assets/img/10.jpg

Afinal, o que diferencia um do outro?

Pois bem, há alguns fatores por trás disso tudo. Para entender melhor, devemos conhecer as principais diferenças entre os sistemas que processam essas imagens. Hoje em dia, quase todos os softwares de renderização utilizam o processador, comumente chamado de CPU (Central Processing Unit, ou unidade central de processamento), para poder gerar o resultado final das animações. O processador fica encarregado de calcular basicamente qualquer coisa no computador, desde uma simples conta matemática, até, isso mesmo: gerar imagens de programas 3D. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Criando Rig de Personagem: Braço e Cabeça

Neste tutorial, aplicaremos um pouco do que foi apresentado no Curso 3ds Max 2010 Configuração e Animação de Personagens.

Personagem

Personagem Curso 3ds Max 2010 Configuração e Animação de Personagens

Veremos sobre a criação de Bones, IK Solvers e Constraints, que fazem parte do 3ds Max para rigging de Personagem. Entenderemos um pouco melhor sobre algumas situações que não são diretamente explicadas no curso, como o rig do braço, dos dedos e da cabeça. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

O que é Solstício de Verão?

Semana passada entramos no verão aqui no Brasil, bem como em todo o hemisfério sul. Data iniciada com o acontecimento do Solstício de Verão.

Mas afinal, o que exatamente é o solstício? O solstício é um evento que ocorre duas vezes ao ano, onde a rotação da terra em relação ao Sol ou está no ápice do sul (nosso solstício de verão) ou no ápice do norte (nosso solstício de inverno). Ou seja, o sol acaba por iluminar mais intensamente um hemisfério do que o outro, definindo as estações para cada lado do globo terrestre. É com o solstício também, que vem os dias mais longos (no caso do verão) e os mais curtos (no caso do inverno), onde neste, a noite ocupa mais tempo do que o dia.

Como podemos ver na imagem, os raios solares durante o nosso solstício de inverno atingem muito menos o hemisfério sul e mais o hemisfério norte. O contrário ocorre durante o nosso verão. Estes solstícios ocorrem entre os dias 20 ou 21 de Junho e 21 ou 22 de Dezembro, respectivamente. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como vincular arquivos do AutoCAD no 3ds Max

Neste tutorial aprenderemos a vincular arquivos do AutoCAD no 3ds Max.

Isto é muito útil quando desejamos importar um arquivo externo, mas ainda precisamos fazer ajustes no programa de origem, mantendo o que fizemos no 3ds Max.

AutoCAD_Link

Não é necessário termos o AutoCAD para isso, apenas o arquivo. Assim que ele é alterado, seja salvando pelo AutoCAD ou substituído por uma versão mais recente, o 3ds Max sinaliza, e quando atualizamos no Max, ele recebe as alterações. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Autodesk Raytracer para 3ds Max

Você já ouviu falar do novo renderizador Raytracer da Autodesk para o 3ds Max? O Autodesk Raytracer, ou o renderizador ART, é uma nova produção da Autodesk para o 3ds Max 2016. Se trata de um renderizador inspirado na física, através de uma técnica que tenta simular a realidade, aproveitando princípios da ciência para modelar a interação de superfícies e luzes. Com isso, é menos trabalhoso conseguir bons resultados para as renderizações.

https://beta.autodesk.com/project/home.html?cap=%7b1D3EA46E-5A7F-4E9C-9493-F48E07794927%7d

https://beta.autodesk.com/project/home.html?cap=%7b1D3EA46E-5A7F-4E9C-9493-F48E07794927%7d

Essa tecnologia já está disponível em outras plataformas da Autodesk, como o Revit, AutoCAD e Showcase. E agora ela está disponível na versão beta para o 3ds Max.

O ART para 3ds Max permite renderizar tanto imagens estáticas quanto animações, localmente ou pela nuvem. Isto mesmo, o ART também permite realizar renderizações pela nuvem, diferente do renderizador A360, que foi lançado junto com o 3ds Max 2016, que só permite renderizações estáticas.

Como ainda está em sua versão Beta, ou seja, ainda está em desenvolvimento, por enquanto o ART está inteiramente de graça e pode ser baixado pelo site da Autodesk Community, tanto para o 3ds Max 2016 comercial quanto a versão trial. Porém, ele tem suas limitações por estar em fase de desenvolvimento, então algumas falhas ainda podem ser encontradas. Vários mapas do Standard, por exemplo, não são renderizados corretamente, e podemos também verificar falhas em alguns materiais do Mental Ray quando renderizados em baixa qualidade. Tirando estes detalhes, é possível atingir ótimos resultados. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Scratch: Tornando a Programação Acessível

                Se você trabalha com informática já deve ter ouvido falar em Scratch. Do contrário, isto deve ser uma novidade até no nome. Mas afinal, o que é o Scratch?

Scratch

                O Scratch nada mais é do que uma linguagem de programação visual. Isto significa que, ao invés de usar comandos de textos, a linguagem visual utiliza imagens. A linguagem de programação visual permite o usuário criar programas ou animações a partir da manipulação de elementos gráficos chamados sprites (que podem ser imagens vetoriais ou bitmap, do próprio programa ou de fontes externas) e para isso o Scratch utiliza uma programação orientada a eventos, onde estes seguem um fluxo determinado pelo usuário.

                Para se utilizar desta linguagem, existe a ferramenta de mesmo nome, que é possível utilizar gratuitamente através do site: https://scratch.mit.edu/

                O nome Scratch, tem origem no termo de programação chamado scratching, que significa reciclagem de código, onde o código é combinado, compartilhado e adaptado para novos cenários, que é a chave do Scratch: utilizar projetos que já foram criados e disponibilizados, para criar novos projetos. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Novidades no 3ds Max 2016

3ds Max

O 3ds Max 2016 foi lançado há pouco tempo pela Autodesk, e nessa nova versão o programa recebeu algumas novidades muito interessantes.

Uma delas, que para algumas pessoas pode facilitar bastante a vida, é o fato de não existir mais a distinção entre o 3ds Max e o 3ds Max Design. Agora todas as ferramentas podem ser encontradas em uma única versão, ao invés de estarem divididas. Desta forma, os usuários que ficavam em dúvida podem ficar tranquilos e aproveitar os recursos dos dois no 3ds Max 2016.

Além disso, o 3ds Max agora facilita o uso e criação de templates, que funcionam como arquivos base para criação de novos projetos. Por padrão o Max disponibiliza cinco deles:

  • O padrão, com o projeto vazio;
  • Ambiente externo para projetos de arquitetura;
  • Ambiente externo com imagem HDRI de fundo;
  • Cena de estúdio de fotografia, onde temos um fundo branco e uma mesa branca, bem como sistema de iluminação;
  • E um template para cenas debaixo da água.

Templates

 

Cada um destes templates também tem alterações no formato da interface. Alguns têm botões comumente utilizados para o tipo de projeto, com um acesso mais rápido. Como, por exemplo, no projeto exterior para arquitetura, onde o botão de importação está com grande destaque. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Crie modelos orgânicos facilmente com o Mudbox

Fazer modelagens 3D não é uma tarefa fácil! Para quem conhece, sabe que requer bastante experiência e atenção aos detalhes.

Porém, para quem já costuma utilizar produtos da Autodesk, o processo de criação de modelos orgânicos em softwares específicos pode se tornar uma tarefa menos complicada com o Mudbox, dos mesmos desenvolvedores.

10

O interessante sobre o Mudbox é que além dele funcionar como um software de modelagem 3D, ele também serve para criar pinturas diretamente no modelo, sem precisar utilizar os mapas de textura em um programa de pintura 2D por exemplo. Isto serve não só para modelos criados no Mudbox, mas também para modelos importados de outros programas. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Apresente projetos impressionantes com o Showcase

Você já desenvolveu projetos arquitetônicos, automobilísticos, mecânicos, entre outros, e ficou em dúvida ou teve dificuldades na hora de apresentá-los?

Então você precisa conhecer o software Autodesk Showcase! Este programa é ideal para você apresentar seus projetos, pois é fácil de usar e garante resultados impressionantes.

21

A Render te ajuda a operar o Showcase, disponibilizando o curso: Showcase 2015 Apresentação de Projetos, onde você aprenderá desde o uso básico do programa até as técnicas profissionais para criar belas apresentações. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Renderizadores e sua utilidade

Como todo profissional da área de 3D sabe, o sistema de renderização é essencial para obter-se o resultado desejado para um projeto. Devido a isto, muitas vezes é preciso buscar e experimentar novos sistemas até conseguir aquele que se adeque melhor a cada situação.

inicio2

Cena sendo renderizada no 3ds Max, com o Default Scanline

Não é à toa que existem dezenas de plug-ins e softwares de renderização no mercado. Dentre eles podemos encontrar sistemas pagos ou gratuitos, novos ou antigos. Cada um deles com algumas diferenças, seja na possibilidade maior de controle da renderização, seja pela velocidade da renderização, ou pelos resultados únicos. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
1 2