Novidades no 3ds Max 2016

3ds Max

O 3ds Max 2016 foi lançado há pouco tempo pela Autodesk, e nessa nova versão o programa recebeu algumas novidades muito interessantes.

Uma delas, que para algumas pessoas pode facilitar bastante a vida, é o fato de não existir mais a distinção entre o 3ds Max e o 3ds Max Design. Agora todas as ferramentas podem ser encontradas em uma única versão, ao invés de estarem divididas. Desta forma, os usuários que ficavam em dúvida podem ficar tranquilos e aproveitar os recursos dos dois no 3ds Max 2016.

Além disso, o 3ds Max agora facilita o uso e criação de templates, que funcionam como arquivos base para criação de novos projetos. Por padrão o Max disponibiliza cinco deles:

  • O padrão, com o projeto vazio;
  • Ambiente externo para projetos de arquitetura;
  • Ambiente externo com imagem HDRI de fundo;
  • Cena de estúdio de fotografia, onde temos um fundo branco e uma mesa branca, bem como sistema de iluminação;
  • E um template para cenas debaixo da água.

Templates

 

Cada um destes templates também tem alterações no formato da interface. Alguns têm botões comumente utilizados para o tipo de projeto, com um acesso mais rápido. Como, por exemplo, no projeto exterior para arquitetura, onde o botão de importação está com grande destaque.

A câmera física, ou Physical Camera agora veio como uma ferramenta padrão de câmera nesta versão. Essa câmera já existia antes, mas apenas com o renderizador V-Ray. Porém, agora essa câmera vem por padrão no Max, e é utilizada como uma das alternativas principais, devido ao fato dela ser mais realista e trabalhar com parâmetros de fotometria, conhecidos entre usuários de câmeras profissionais.

Camera

Outra adição para o 3ds Max 2016 foi o sequenciador de cenas. Com ele é possível, em um só projeto, criar transições entre câmeras e ajustar a iluminação, o que facilita bastante quando é necessário fazer um projeto de animação grande, com várias câmeras e iluminações diferentes em cada ambiente.

Sequencer

 

No Max 2016 agora também é possível fazer renderização com a placa de vídeo, além de utilizar a placa de vídeo para guardar memória gráfica da viewport. Há também a possibilidade de renderizar na nuvem, que, apesar de limitada, auxilia bastante quando há a necessidade de renderizar um projeto muito grande.

Renderer

 

Foi adicionado também o Max Creation Graph, que é um sistema baseado em nós, para desenvolver ferramentas e plug-ins dentro do próprio Max, mas que requer um bom conhecimento para poder desenvolver nele.

Os materiais do Mental Ray, que agora é o renderizador padrão do 3ds Max, estão muito mais realistas em comparação aos antigos. Segundo a Autodesk, agora eles são fotorrealisticamente corretos.

Além disso foram adicionadas várias outras novidades e facilitados alguns processos.

Para uma lista com todas as novidades, acesse: http://www.autodesk.com.br/products/3ds-max/features/all/gallery-view

Related Posts with Thumbnails

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *