BIM: do 3D ao 7D

Já é comum aos nossos ouvidos a sigla BIM (Building Information Modeling), quando a escutamos logo pensamos num modelo 3D de maquete eletrônica. E se isso o faz pensar que o modelo 3D é mais que o suficiente para a perfeita execução de um projeto, você está enganado. A prática nos mostra que o resultado construído raramente reflete 100% corretamente o que foi planejado, pois interferências, ineficiências, alterações de projeto ou de especificações fazem com que a obra física acabe se alterando.

BIM 3D7D -1

 

http://goo.gl/0Fy10N

 

O BIM 3D se trata de um modelo 3D consolidado de todo o projeto, ou seja, englobando tanto o aspecto arquitetônico como elementos mecânicos, hidráulicos e elétricos. Neste modelo temos todas as informações para a caracterização do projeto e posicionamento espacial dele. Além da melhor visualização espacial, o BIM 3D traz como grande benefício o poder de compatibilização de projetos, onde podemos ver onde estão os conflitos entre eles. Como uma escada mal posicionada, ou um tubo colidindo com uma parte estrutural importante.

BIM 3D7D -2

 

http://goo.gl/toHcP3

Continue lendo

Lean Construction: Uma nova maneira de pensar e construir

Lean Construction, ou construção enxuta, é uma filosofia relativamente jovem no ramo da construção civil, e surgiu após o pesquisador finlandês Lauri Koskela publicar seu trabalho “Application of the new production philosofy in the construction industry”, em 1992.

O modelo tradicional de produção, considera a construção como um conjunto de atividades de conversão, que transformam insumos em produtos. Por exemplo, considera a conversão dos tijolos e argamassa em uma parede. Esse modelo de conversão não considera explicitamente algumas atividades, como a espera de materiais na obra pelos trabalhadores, o transporte desses materiais e o retrabalho. Ao contrário das atividades de conversão, essas atividades não agregam valor.

O modelo tradicional também não considera as necessidades do cliente. Por exemplo, uma construtora oferece apartamentos para os clientes em que eles são responsáveis pela colocação do revestimento cerâmico, mas na execução do contra piso a construtora o deixa muito liso. Num primeiro momento, isso é agradável esteticamente, mas prejudica quem for assentar o revestimento, pois este precisa de uma superfície com ranhuras para que a argamassa de assentamento tenha aderência. Continue lendo