Água da chuva: não a deixe ir pelo ralo!

Seja pela crise hídrica ou econômica, atualmente usar a água da chuva tem se tornado uma prática cada vez mais comum no país. O aproveitamento de água de chuva em residências, prédios comerciais e indústrias pode contribuir com a conservação de mananciais, com a redução de enchentes nas cidades, e com a diminuição da utilização de energia e insumos na captação, adução, tratamento e distribuição de água potável.

Por mais que pensemos que a água nunca acabará, ela é um bem finito que deve ser preservado. Por isso é tão importante o aproveitamento da água da chuva.

O aproveitamento de água de chuva não pode receber o termo reuso de água de chuva e nem chamado de reaproveitamento, reuso é quando a água já foi utilizada pelo homem seja na sua higiene pessoal, lavagem de roupas, bacias sanitárias, etc.

A água de chuva armazenada sem tratamento adequado pode ser utilizada apenas para consumo não potável, não servindo para o consumo humano, seja na ingestão, banho, preparação de alimentos, etc. A água de chuva tem potencial para utilização na descarga de vasos sanitários, irrigação de jardins, lavagem de carros, sistemas de ar-condicionado, sistemas de combate a incêndios, entre outros. Continue lendo