Manufatura Aditiva

Manufatura Aditiva - 01

Antes de falarmos sobre Manufatura Aditiva temos que saber o que é manufatura. Podemos resumir que a manufatura é a fabricação de algum produto, seja ele de forma artesanal, criado por máquinas, processos químicos, biológicos ou mesmo por células robóticas.

A Manufatura Moderna esta ligada mais a indústria, ou seja a atividade que produz produtos seriados em grandes quantidades, seja como componentes para fabricar produtos finais ou mesmo a fabricação de bens de consumo.

Antes da Revolução Industrial, a manufatura ou fabricação consistia na atividade dos artesãos de produzir um produto do início ao fim, ou mesmo dividir o processo em algumas pessoas especializadas em uma determinada atividade. Com a introdução das máquinas, definição de novos processos e materiais a palavra manufatura ficou principalmente ligada ao ramo industrial que produz componentes ou bens de consumo em grande quantidade.

Manufatura Aditiva - 02No lado da indústria mecânica, existem vários processos de fabricação para transformar a matéria prima em uma peça, ou na geometria desejada. Podemos citar alguns processos como: fundição, laminação, estampagem, corte e dobra, forjamento, extrusão, usinagem, processo em retífica, soldagem, injeção, roto-moldagem, termo-formagem e diversos outros. Todos estes processos necessitam de máquinas usadas como ferramentas essenciais para execução do mesmo.

 

Hoje na grande maioria dos produtos que está em nosso cotidiano temos o plástico e análogos como umas das principais matérias primas que formam boa parte dos componentes destes produtos. Para produzir estas peças plásticas precisamos ter o molde que é resumidamente o negativo da peça, chamada também de cavidade e núcleo, feito geralmente de metal. O molde depois de pronto vai dentro de uma máquina chamada de Injetora de Plástico, que basicamente derrete os grãos de plástico e empurra-o para dentro do molde, formando assim a peça.

Manufatura Aditiva - 03

Imagem representando a peça e parte do molde: cavidades, gavetas e núcleos.

Vejam que este molde para chegar em sua forma final teve que passar por vários processos, e o principal é a usinagem, processo que faz a remoção de material de um determinado componente ou matéria prima, através de ferramentas, para criar o negativo da peça. Hoje em dia o processo é feito por máquinas controladas por computador CNC.

 

Resumindo, para se ter uma peça plástica precisamos de vários processos mecânicos, geralmente a usinagem, que geram um custo enorme em sua fabricação. Neste contexto, a parte boa é que tendo o molde pode-se fabricar milhares de peças, porém se você não tem volume de peças suficiente talvez tenha um grande prejuízo pela frente.

Esta analogia você também pode fazer para a construção de um carro. Para produzir todas as formas do carro, geralmente se tem o molde que vai estampar as chapas de metal, ou mesmo ter o molde para criar peças pela injeção de plástico.

Ao contrário da Manufatura por Usinagem, executando a remoção de material, a Manufatura Aditiva é pela adição de material. Neste processo vai se adicionando material em locais determinados até ser formar a peça final. Logicamente, este processo necessita de máquinas totalmente automatizadas, que foram chamadas de Impressoras 3D.  A partir de um arquivo de desenho/modelo 3D, desenvolvido em um software CAD, baixado de uma biblioteca 3D, você, de seu computador ou tablet, manda imprimir uma peça física em uma impressora 3D.

As impressoras 3D foram inventadas a mais de 30 anos, mas agora que estão se tornando populares. Pelo avanço da tecnologia reduzindo o custo de componentes bem como matérias primas a preços populares, hoje muitas empresas e profissionais utilizam as impressoras 3D para criar protótipos de peças e até peças finais para diversos fins. Isto reduz em muito o custo de fabricação quando necessitamos peças únicas, não precisando ter gastos em moldes, usinagem ou outro processo custoso.

Há quem diga que a próxima revolução industrial vai ser a adoção em massa das impressoras 3D e criação de novos materiais que substituirão boa parte do que hoje é feito em metal. Esse é o futuro talvez muito mais próximo do que imaginamos!

A Manufatura Aditiva está cada dia mais presente com as impressoras 3D. Existem impressoras para todos tamanhos e gostos e até uma onda introduzindo esta tecnologia para crianças, onde elas podem criar seus próprios brinquedos de forma divertida aprendendo muitas coisas úteis.

Mais cedo ou mais tarde você vai ter uma em casa, seja pra imprimir seus utensílios, brinquedos ou mesmo sua comida.

A dica é saber que este é um mercado novo e em expansão com diversas oportunidades. Nós da Render queremos disseminar a tecnologia e criar cursos que poderão ser úteis para você agora e no futuro.

Conheça nossa solução de impressoras 3D: http://www.render.com.br/impressora-3d

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.