Tag Archives: Eletronica

Cientistas descobrem fônons quirais em um cristal 2D semicondutor

Uma equipe de pesquisadores do Departamento de Energia do Laboratório Nacional de Lawrence Berkeley (Berkeley Lab) encontrou a primeira evidência de que um movimento oscilatório na estrutura de um material atomicamente fino (2D), possui uma rotação circular que acontece naturalmente.

fônons quirais 1

Clique na imagem para ver a animação do movimento atômico num material 2D, dissulfeto de tungstênio. Neste modo do fônon (conhecido como modo óptico longitudinal ou LO), os átomos de selênio (amarelo) giram no sentido horário, enquanto os átomos de tungstênio (azul) são imóveis. Crédito: Hanyu Zhu, e outros.

Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

LogicCircuit – Um Software Livre para Circuitos Digitais

Se você já pensou em utilizar um simulador de eletrônica, mas não quer pagar por isso, então o software LogicCircuit é indicado para você. Ele é um programa educacional que permite simular circuitos lógicos com grande precisão, além de ser livre e possuir código aberto. Possui uma interface gráfica intuitiva, que permite criar sem restrições circuitos hierárquicos com multi barramentos. Para que o software funcione em seu computador é necessário instalar o NET Framework 4.0 ou superior.

LogicCircuit - 01

Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Circuito de Controle para Robôs com dois Motores Utilizando CI L298

Este projeto utiliza dois circuitos integrados L298 que podem controlar dois motores CC. A alimentação do motor pode ser de 7V a 46V DC com corrente de 2 ampères para cada canal. O circuito é composto por 4 portas lógicas AND e, para isso, foi utilizado o CI 7408. A conexão deste circuito integrado é feita nos conectores CN3 e CN4. Os motores MG1 e MG2 são conectados aos pinos 2 e 3 dos respectivos conectores. O circuito é alimentado com nível lógico (5 V) no conector CN1  e uma tensão VCC entre 7 a 46 V DC no conector CN2.

Circuito de Controle para Robôs

L298-Dual-DC-Motor-Driver

Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como Utilizar o Transistor como Chaveador

Em muitas aplicações na eletrônica precisamos utilizar transistores em chaveamento, ou seja, sendo utilizados como chaves eletrônicas, bastando para isso polarizá-lo na região de corte ou saturação.

Quando um transistor está saturado ele opera como um curto (chave fechada), e quando está no corte opera como um circuito aberto (chave aberta). O transistor chaveado somente trabalhará com tensão contínua ou sinais.

A figura abaixo mostra o funcionamento de um lâmpada com uma chave. Ao acionar a chave a lâmpada acenderá e a tensão em VAB é igual a zero. Com o circuito aberto (chave desligada) a lâmpada apagará e VAB = VCC.

Transistor Chaveador 1 Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Sistema de Segurança Automotivo

httpwww-globalnorte-com-brthemesglobalnorteimgserv1-png

O número de sequestro relâmpagos e furtos tem aumentado drasticamente, principalmente no Brasil. Em diversos casos as pessoas são abordadas em suas residências, no trânsito ou em estacionamentos, sendo forçadas a entregar seus pertences.

Pensando em minimizar ou mesmo impedir o roubo de veículos, neste artigo propomos um sistema eletrônico de segurança que tem o intuito de dificultar ou mesmo inibir a tentativa de furto.

Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Amplificadores Classe A

Amplificadores possuem uma forma de classificação feita de acordo com a variação do sinal de saída, havendo as classes A, AB, B e C, chamadas de classes de operação. Dentre estas classes, trataremos sobre os amplificadores classe A, onde o sinal de saída deve ser uma cópia exata do sinal amplificado à sua entrada.

Dizemos que um amplificador de sinais funciona em classe A quando todo o ciclo do sinal é amplificado.

Amplificador-classe-A

Amplificador classe A

Função dos componentes

Q1: transistor amplificador

R1 e RB: polarizam a base de Q1 com DC

RC: resistor de coletor

RE: resistor de emissor

CA1: capacitor de acoplamento → impede que a tensão de polarização (DC) da base (VB) chegue à bobina do microfone, o que provocaria a despolarização de Q1

CA2: capacitor de desacoplamento → impede que a tensão contínua do coletor vá para outros circuitos do aparelho

CE: capacitor de desacoplamento → faz com que o emissor de Q1 fique ligado ao outro terminal do microfone, pois Q1 está ligado na configuração emissor comum que tem o sinal de entrada entre a base e o emissor, e o sinal de saída entre o emissor e o coletor. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Lançamentos de fevereiro de 2015

Conheça os últimos lançamentos de cursos nas áreas de Animação 3D, Elétrica e Eletrônica, Arquitetura, Eng. Civil e Construção.

Entre os lançamentos estão os cursos:

Multisim 13 Fundamentos, com o qual você aprenderá a criar e simular circuitos eletrônicos de maneira fácil e dinâmica; Unity 4.5 Desenvolvimento de Jogos, que aborda a criação de um jogo completo; Maya 2015 Iluminação, que ensina a criar e configurar iluminações realistas para seus projetos; e Mudbox 2015 Fundamentos, o qual aborda recursos e técnicas para o modelamento, pintura e finalização de modelos 3D.

Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

O avanço da eletrônica na indústria

Até algumas décadas atrás, grande parte do maquinário utilizado nas indústrias era eletromecânico e as válvulas termiônicas eram a base dos circuitos eletrônicos. Apesar de apresentarem grandes vantagens, estes maquinários demandavam grande consumo de energia elétrica, tornando-se restritos para algumas empresas.

As válvulas para essas aplicações eram especiais e, portanto, de custo elevado, pois as válvulas comuns não serviam para realizar a função de chave eletrônica, o que os SCRs e os TRIACs fazem com a maior facilidade. Read more

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
1 2 3