Sistema de Segurança Automotivo

httpwww-globalnorte-com-brthemesglobalnorteimgserv1-png

O número de sequestro relâmpagos e furtos tem aumentado drasticamente, principalmente no Brasil. Em diversos casos as pessoas são abordadas em suas residências, no trânsito ou em estacionamentos, sendo forçadas a entregar seus pertences.

Pensando em minimizar ou mesmo impedir o roubo de veículos, neste artigo propomos um sistema eletrônico de segurança que tem o intuito de dificultar ou mesmo inibir a tentativa de furto.

O dispositivo é automaticamente acionado toda vez que a porta do motorista é aberta, não havendo a necessidade de acioná-lo manualmente.

Logo que o sistema eletrônico é acionado, o bloqueio da ignição ocorrerá aproximadamente em um minuto – tempo necessário para que o condutor esteja a uma distância segura do veículo, caso ocorra um assalto.

O circuito possui uma chave, que quando acionada desarma o aparelho, possibilitando assim o uso normal do automóvel ao dirigir. Esta chave deve ficar em local seguro, de difícil localização, sendo conhecida apenas pelo motorista.

Também, podemos utilizar um celular para fazer o desarmamento, substituindo a chave. Nesse caso, pode-se acoplar a saída de som do aparelho para ativar o circuito ou mesmo utilizar a luz do celular para fazer o chaveamento.

Abaixo apresentamos algumas opções que podem ser utilizadas para o acoplamento do celular na substituição da chave, através de um acionamento por LDR.

figura-1

Alguns cuidados devem ser tomados: após encontrar o veículo abandonado, não procure retirá-lo do local, os bandidos podem estar à espreita. O melhor a se fazer é acionar a polícia informando sobre o furto e a localização do veículo.

Diagrama em blocos

O circuito é composto por 4 blocos básicos, conforme visto da figura 2.

figura-2-diagrama-de-blocos

Temos o circuito de alimentação (D1, C1) que serve para retificar e filtrar alguns pulsos parasitas que possam causar instabilidade no sistema.

O bloco flip-flop é formado por R1, R2, R3, R4, Q1, Q2 e tem como função manter uma posição estável de memória. Os transistores Q1 e Q2 estarão sempre atuando em estados opostos, quando um estiver em corte o outro estará saturado. A mudança de estado desses transistores é controlada pela chave que fica na porta do veículo, lado do motorista. Quando a porta é aberta Q2 entra em saturação, e quando o interruptor de desarme for acionado, Q1 entrará em saturação e com isso Q2 ficará em corte.

O bloco temporizador (D3, C2, R7) é um circuito temporizador que permite que o sistema de ignição do veículo seja bloqueado quando chegar aproximadamente um minuto.

O bloco Driver de saída, formado por (R8, Q3, Q4, D6 e o relé) é responsável pelo corte da alimentação do sistema de ignição.

figura-3-esquema-do-sistema-de-protecao-automotivo

Testando o Circuito

Após montar o circuito e fazer todas as conexões dele no veículo, feche a porta do carro e acione a chave ou o celular. Depois, acione a partida do motor e abra a porta do lado do motorista. Em torno de um minuto, o motor deve parar de funcionar. Ao acionar a chave, o sistema é desarmado, e o veículo funcionará normalmente assim que for dada a partida no motor. Este sistema de segurança será ativado toda vez que a porta do motorista é aberta, e desativado toda vez que a chave ou celular forem acionados.

figura-4-placa-de-circuito-impresso

figura-5-layout-da-placa-de-circuito-impresso

 

Para mais informações, conheça os nossos cursos na área de Elétrica e Eletrônica.

apRender+ Eletrônica Profissional

 

 

Aproveite e conheça também o Pacote Completo de cursos apRender+ Eletrônica Profissional

Nelson V. Soares – Autor e Instrutor da Render

Related Posts with Thumbnails

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *