A importância da Compatibilização de Projetos na Construção Civil

É muito comum na construção civil os projetos serem realizados por diversas equipes. Aí que nasce um grande problema para as construtoras e escritórios de projetos: juntar todos os projetos e verificar se não existem conflitos entre eles.

Por exemplo, um engenheiro eletricista previu um quadro geral de disjuntores no mesmo lugar onde o engenheiro estrutural posicionou um pilar em seu projeto. Ou ainda, o projetista hidrossanitário previu diversos ramais de esgoto cortando vigas, mas em seus cálculos o projetista estrutural não previu esses furos.

Compatibilização de Projetos - erros-engenharia-04

Fonte: http://www.g17.com.br/imagens/2013/agosto/erros-engenharia-04.jpg

Essas podem parecer situações bobas, mas ocorrem com grande frequência na construção civil e causam uma grande dor de cabeça se descobertas apenas na fase de execução. Estudos mostram que até 10% do custo de uma obra pode se dar pelo fato de ter que se realizar retrabalho e ao desperdício de materiais devido à falta de compatibilização de projetos.

Mas o que é a compatibilização?

A compatibilização é uma etapa fundamental na fase de projetos de uma edificação. Trata-se em sobrepor todos os projetos antes da fase da construção. Na compatibilização sobrepõem-se os desenhos dos diversos projetos necessários para uma obra, sejam eles elétrico, hidráulico, arquitetônico, estrutural, de refrigeração, entre outros. A principal função da compatibilização é reduzir ou até mesmo eliminar as interferências físicas e perdas de funcionalidade de uma edificação, o que ocasiona retrabalho no canteiro de obras.

Compatibilização de Projetos - Folha de Projeto

Fonte: http://static.wixstatic.com/media/68b4ae_9a8a2643b73b4b0ea3e34a2c7e8524ef.jpg

Assim, a compatibilização tem por finalidade minimizar os conflitos existentes, para que a execução seja simplificada e otimizada, fazendo com que os materiais e o tempo de construção sejam melhor aproveitados.

A compatibilização pode ser realizada de forma manual sobrepondo as plantas num software como o AutoCAD, verificando se não há nenhum conflito entre os projetos, e se houver, procurar corrigi-los para que não ocorram problemas na obra. Ainda hoje essa é a maneira mais comum de se compatibilizar projetos nas construtoras brasileiras.

Mas têm sido amplamente difundidos atualmente softwares que usam o BIM como fundamentação. BIM é a sigla para Building information modeling, ou seja, é um modelo que concentra todas as informações de uma construção, desde o projeto em si aos materiais que o compõem. Ele utiliza de um modelo 3D inteligente, onde todas as informações do projeto ficam armazenadas. Assim, cada profissional presente na fase de projetos de uma edificação consegue saber se o projeto que lhe compete trará alguma interferência ao projeto de outro profissional envolvido.

Para quem quer se especializar e saber mais sobre um dos softwares mais inovadores na área da Construção Civil, a Render possui um pacote de cursos ideal em Revit!

http://www.render.com.br/curso/aprender/revit-profissional

 

Related Posts with Thumbnails

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

One comment

  • Nossa que demais! Gostei do artigo, das informações e do conteúdo que traz para nós, para ficarmos conectados com essa informação. Vou passar essas informações para meus amigos online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *